4.12.06



"e quando a solidão se tornava insuportável, ele apareceu. na verdade fui eu que o procurei, sem saber o que fazia, no nevoeiro e na chuva, perto do mar. há muito tempo, quando o inverno começava."

"leu uma página do livro, uma edição de bolso de "o monte dos vendavais" sentiu o cheiro da urze e olhou para fora, para os campos na escuridão."

"chegaram a uma praça com árvores sem folhas, arbustos escondidos pela neve, alguns bancos de madeira; no centro havia uma fonte e o silêncio adensava-se à sua volta, como acontece às vezes com as fontes e os poços."

"atravessou a praça com uma sensação de irrealidade, e naquele momento a neve começou a cair, flocos pequenos deslizavam à sua volta e transformavam a noite. rose ergueu o rosto e sentiu os flocos de neve na pele muito fria e depois um cansaço enorme."

"havia algumas pessoas na praça coberta de neve, e o sol brilhava palidamente num céu azul muito claro, quase sem nuvens. imaginou a praça na primavera, com pequenas flores brotando no canteiro, e depois a chuva, e o sol, respirou o ar fresco com uma alegria nova, fechou a porta, e foi à procura dele."

in "a neve" ana teresa pereira, relógio d'água

... mais
aqui

10 comentários:

marta disse...

Queria-lhe agradecer as boas ideias e os bons bocadinhos que por aqui passo.

J. disse...

e nos agradecemos as tuas visitas e as tuas palavras...

APC disse...

Que giro... Uma descrição climatéria embrenhada em sensorialidades... Como sabes que eu gosto? ;-)
Bela dica. Tentarei segui-la!
Um abraço! :-)))

APC disse...

Que giro... Uma descrição climatéria embrenhada em sensorialidades... Como sabes que eu gosto? ;-)
Bela dica. Tentarei segui-la!
Um abraço! :-)))

ccc disse...

Gosto de descobrir coisas novas! Vou espreitá-lo!

Lady Mizar disse...

às vezes espanto-me com o tempo que demoro a esbarrar com certos blogs...

Andarei por aqui,
LM

magarça disse...

amiga, desculpa-me, mas para já não vou ler os excertos que aqui publicaste. Quero ler o novo livro da ATP de um so trago ;)

magarça disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Alcebíades José disse...

Excelente escolha... como sempre.

Miguel. disse...

Ana Teresa Pereira... a noticia de um novo livro de ATP é sempre uma boa noticia, sou um grande admirador da sua vasta obra literária, tenho praticamente quase todos os seus livros, gosto especialmente das referencias e da influencia cinematográfica e literária que ela nos deixa nos seus livros, já tenho este seu mais recente livro, mas confesso que ainda não o li, é uma autora que gosto de ler assim de um fôlego, será uma das próximas leituras...