16.11.06




"Pouco depois estavam todos sentados no agradável chão da gruta. Abriram uma lata de carne, cortaram grandes fatias de pão e fizeram umas delicisas sanduíches. como ainda não estivessem satisfeitos abriram, em seguida, uma lata de ananás e comeram num instante as doces e suculentas rodelas. Mas a fome era muita e não hesitaram em abrir mais duas latas de sardinhas, terminando cada um a refeição com sua mancheia de bolachas.Foi um jantarão."

in, os Cinco Voltam à Ilha, Enid Blyton


Há tempos prometi relembrar outro saudoso piquenique de infância. A promessa cumpre-se agora, até para contrariar a chuva que insiste em nos roubar o Verão. No entanto, ao reler esta passagem, que à época me fazia salivar, duas interrogações chegam de imediato: Como é que um chão de uma gruta é agradável e como é que eu salivava perante a descrição de sandes de carne enlatada?
Estou velha...

11 comentários:

Lis disse...

Eu ainda salivo...estarei nova ou só com fome?

Mushroomdeluxe disse...

Hoje acordei com um certo mau feitio, daí a réplica à memória de infância. No conjunto os piqueniques são maravilhosos, mesmo que um pouco enlatados.:))

Z disse...

O ananás em lata!! Isso sim é algo pavoroso....

ccc disse...

Então estamos as duas velhas! Eu também salivava ao ler as descrições dos pic nics :) Grande Enid Blyton

marta r disse...

Adorei este salto até à adolescência. Simplesmente adorei. Obrigado.

marta disse...

Olha eu entendo-te e vou-te relembrar porque é que salivávamos.
Em Portugal não havia esta carne enlatada ou se havia nós não a comíamos. A descrição era tentadora e continua a ser por nos tranportar a esse tempo.
Beijinhos e obrigado por este pequeno vôo.

magarça disse...

Não me lembro da carne enlatada...mas as cebolas inteiras horrorizavam-me!

psique disse...

Obrigada, onde já iam essas memórias, fizeste-me ir ao 'baú' das recordações!

Eva disse...

Que saudades dos tempos em que lia os 5 antes de dormir e passava a noite a sonhar que era a Zé e com o "meu" Tim vivia aventuras sem fim.

lebredoarrozal disse...

eva, desculpe-me, mas a zé era eu.:P

Eva disse...

Não podemos ser as duas?